19
Nov
2014
2

10 coisas que aprendi vivendo em Vancouver

2 anos vivendo aqui em Vancouver, posso dizer que venho aprendendo várias coisas novas e principalmente novos hábitos. Sempre digo que não é fácil viver em outro país, principalmente no começo, as vezes me sinto como uma criança tendo que aprender a viver novamente. E os micos então esses são muitos, ainda preciso escrever um post sobre isso, kkkkk. Então falando um pouquinho sobre esse  aprendizado, porém de uma forma mais descontraída resolvi listar alguns hábitos que tenho aprendido com os vancouverites.

10 coisas que aprendi vivendo em Vancouver

1. Amar um dia ensolarado

Tudo bem, você vai me dizer – mais quem não gosta de um dia ensolarado!!!! Pois bem, eu aprendi a dar mais valor morando aqui, isso porque no inverno temos muitos dias cinzas e chuvosos, então quando o dia fica ensolarado a cidade toda tem uma atmosfera diferente, parece até outra cidade. Tudo ganha vida e fica impossível ficar em casa.

IMG_7926

Queen Elizabeth Park, foto: @GabrielBarros

2. Comer andando

Eu sempre achei bem estranho o povo daqui comer andando pela rua. Para todos os lados tem sempre alguém com um pedaço de pizza na mão, ou qualquer outra coisa…porém agora acho mega normal e já fiz várias vezes kkkk fazer o que a gente acostuma!

3. Amar poutine

Quando experimentei poutine pela primeira vez, confesso que não me chamou muito a atenção! Afinal é somente batata frita com um molho estranho e queijo por cima…porém hoje eu simplesmente AMO! Como a poutine é um prato tradicional canadense é possível encontrar essa iguaria nas mais variadas combinações…e é tudo de bom.

Poltine

Nada mais canadense do que uma Potine!!! foto: @OutsideBrazil

4. Dizer sorry o tempo todo

Dizer sorry pra tudo, tudo mesmo!!! O tempo todo…esse é o jeito canadenses de ser, e quando menos se espera você está fazendo a mesma coisa. Quando estive no Brazil me pegava o tempo todo dizendo sorry ao invés de desculpas…sei-lá vai dando uns nós na cabeça da gente…vira e mexe me pego misturando o inglês com o português.hehehehe

5. Amar hiking

Sem dúvida essa é um das atividades que eu mais amo aqui. O vancouverites adoram atividades ao ar livre, e para quem gosta de hiking tem inúmeras trilhas para aproveitar e todas elas nos traz de presente paisagens de tirar o folêgo!

IMG_4250

Joffre Lakes Provincial Park, foto: @GabrielBarros

6. Ta chovendo?! E daí!

Sério chuva não atrapalha em nada…ou quase nada (ainda não sou tão Vancouverite assim!!! hehehe), uma vez estava mega chovendo e um professor disse que iria correr logo mais, e eu atônica falei…mas tá chovendo!!! E ele me respondeu, – eu moro em Vancouver, se for esperar parar de chover para fazer as coisas não saio de casa! Ah tá né… então passei a encarar a chuva com outros olhos.

7. Olhar sempre a previsão do tempo

Quando cheguei aqui em todos os jornais tinhas blocos enormes dedicados a previsão do tempo, e eu achava um pouco de exagero..porém hoje levo mega à sério..kkkk olho sempre! Vancouver tem um clima bem maluco, e muda sempre, por isso é bom sempre estar de olho! E sem contar que o tempo é sempre uma boa oportunidade de puxar uma conversa!

10X15Hor

Blackcomb Mountain – Whistler, BC. Foto: OutsideBrazil

8. Café…café…e + café

Tem sempre um Tim Hortons e uma starbucks para onde você olhar, e o copo de café faz parte da vestimenta do Vancouverite, todos estão sempre segurando um copo de café na mão, é inevitável! Ainda mais no frio…

9. Apreciar Craft Beer

Ok eu não sou mega apreciadora de cervejas e muito menos uma expert no assunto…mas o fato é que aqui tem muita produção independente de cerveja e muita fabricação artesanal. Vários pubs produzem a sua própria cerveja, então é possível encontrar uma variedade enorme e tem para todos os gostos e paladares.

Beer

Sample of beers, foto: @OutsideBrazil

10. Estar em contato com a natureza o tempo todo

Vancouver é pura natureza, além de todo o verde que a cidade proporciona ainda temos bem pertinho montanhas enormes e uma floresta inteira para se deliciar com rios, lagos, cachoeiras, ou seja é contato puro e direto com a natureza o tempo todo. E nossa isso é demais para recarregar as baterias, não tem como não se sentir abeçoada por tanta beleza natural em volta da gente.

IMG_3258

Bradwine Falls, foto: @GabrielBarros

Claro que tem muito mais coisas que vamos aprendendo com a vida de expatriado, acho que poderia listar mais um monte, coisas que vão desde de respeito ao próximom educação e de como viver em sociedade!!! Porém quis escrever um post com um toque de simplicidade, isso porque essa é a maior lição que tenho aprendido por aqui, é a de levar uma vida simples e feliz, acumulando experiências ao invés de coisas.

Siga o Outside Brazil clique nos links abaixo:

https://www.facebook.com/outsidebrazil
https://twitter.com/OutsideBrazilBl
https://www.instagram.com/cacaiani/

Está buscando as melhores opções de Hotel, temos uma ótima parceria com o Booking, não deixe de confeir:

You may also like

10 melhores países do mundo para ser um imigrante
Vancouver é a cidade mais cara do Canada, segundo recente pesquisa
Global Talent Stream – CIC lança a lista de profissões e mais detalhes sobre o novo programa
1 ano em Toronto – aprendendo a amar esta cidade
7 melhores outlets próximos de Toronto
ICEFEST – Festival de esculturas no gelo em Toronto
7 eventos gratuitos para curtir em Toronto em Fevereiro
Canadá é top 10 dos países menos corruptos do mundo
Como trabalhar legalmente no Canada
10 motivos para visitar Niagara Falls

18 Responses

  1. Estou escrevendo com lágrimas nos olhos… Eu sempre gostei do Canadá e sempre me senti atraída para Vancouver, nunca soube o porquê… Pesquisando e pesquisando, acabei por encontrar seu blog e tenho engolido ele faz três dias, nem o horário de almoço no trabalho tenho tirado, engulo a comida ao mesmo tempo que engulo seus posts, O estilo de Vancouver é o meu estilo e as pessoas me consideram louca ou excêntrica por causa dos meus gostos e atitudes e lendo seus posts percebo que é como se eu tivesse nascido Brasileira mas com alma Canadense ou devo ter sido Canadense em uma vida passada… Hehehe’ Pretendo realizar o processo quando for fazer meu mestrado aí, mas de pouco em pouco já tenho mudado hábitos, tais como: montar meus próprios móveis (normalmente pedia meu Pai para fazer isso. Rs’), economizar dinheiro (fiz uma poupança e uma Dream jar só para o Canadá) e focar muito, muito no estudo do inglês (que já está praticamente fluente). Eu quero agradecer, agradecer muitooo e espero um dia te conhecer pessoalmente, pessoas que como você tiram um momento do seu dia, do seu tempo, para nos doar memórias e experiências tão vastas são uma benção, porque sem saber são o combustível real para que muitos sonhos, tal como o meu, se realize. Sucesso e Saúde sempre, novamente, Muito Obrigada pelo seu blog! ^^

    1. Oi Tatiane,
      Muito ..muito obrigada pelo seu comentário!!! Eu fico muito feliz em saber que você está gostando do meu blog, o seu feedback é muito especial, são feedbacks como o seu me me incentivam a continuar escrevendo. Obrigada de coração!!!!
      Eu desejo boa sorte no seu processo, e espero que em breve possamos nos encontrar pessoalmente, acho que você está no caminho certo! Se precisar de alguma orientação sobre escolas e vistos me avise eu posso te ajudar, tenho ótimos contatos e parcerias aqui.
      Fiquei super emocionada com o seu comentário!
      Muito obrigada.
      Carina

  2. Priscilla

    Oi acabei de conhecer o seu blog. Acho que você descreveu super bem Vancouver. Eu estudei ai por 3 meses só, queria ter ficado mais, mas não foi possível. Amo o Canadá ainda quero voltar e morar em Vancouver!!! rsrsrsr Vou dar um check no seu blog pois fiquei curiosa para saber como vocês imigraram. beijos.

    1. Oi Priscilla,

      Muito obrigada pelo seu comentário, fico feliz em saber que vc está curtindo o meu blog, escrevo com muito carinho!!!
      Tem várias informações sobre imigração no meu blog…e ainda estamos no processo..logo logo vai ter mais!!!
      Abs
      Carina

  3. Como bem disse, um post com foco na simplicidade. Baita sensibilidade você tem para coisas que realmente fazem sentido! Penso que em breve estarei fazendo intercâmbio por aí e ansioso para viver essa narrativa na prática. Obrigado pelo blog 🙂

    1. cacaiani

      Oi Rodrigo, obrigada pelo comentário…eu já escrevi sobre isso hehehehe ainda fico impressionada com a pontualidades dos ônibus daqui. Abs

  4. Bruno Luz

    Oi Carina, tudo bom?

    Eu e minha esposa (Karina), temos a maior vontade de morar e trabalhar no Canada, mas nao sabemos por onde comecar. Ela e medica pneumo pediatra e eu trabalhador offshore. Teria como nos dar uma luz?

    1. cacaiani

      Olá Bruno, O Canadá oferece vários programas de imigração, porém uma coisa eu vou adiantar para vc, para a sua esposa poder trabalhar como médica aqui é um longo e caro processo, embora o Canadá esteja bastante necessitado de profissionais na área de saúde ele tbém é bem exigente quanto o enquadramento desses profissinais para o mercado de trabalho. Se ela tiver interessa em mestrado ou doutorado ela poderia mais facilmente ingressar na área de pesquisa. Para a sua área eu precisaria saber melhor o que vc faz já que offshore, o que eu sei é que Vancover tem um mercado bem aquecido em comércio exterior. Eu não sou nenhuma especialista no assunto (imigração), se vc tiver interesse posso te colocar em contato com um especialista.. Qualquer coisa me manda email no contato@outsidebrazil.com

      Abs
      Carina

      1. Bruno Luz

        Oi Carina, obrigado pela resposta.

        No meu caso e mais tranquilo, pois a empresa na qual trabalho tem vagas no Canada, ai seria so pedir transferencia. No caso dela quem deveriamos procurar, qual orgao ou entidade, existe algum site onde se pode fazer um cadastro???

  5. Cristiane gadelha

    Mesmo sendo no Brasil te entendo bem!! Pois passei 10 anos em Porto Alegre , saindo de Recife ! Olha muda muito!! Clima pessoas , costumes , mesmo sendo Brasil ! Aprendi muita coisa e agradeço a Deus essa oportunidade ! Aproveite ! Curta ! Vale muito! Beijos em todos ,,,,tica

  6. Fernando

    Morei em Van em torno de 6 meses e concordo plenamente com tudo que voce citou!
    Bateu ate aquela saudade e vontade de voltar 🙂

Seja bem vindo e muito obrigada por seguir o OutsideBrazil!

%d bloggers like this: