29
Mar
2017
6

Como imigrar para o Canadá – primeiros passos

Muita gente me pergunta sobre quais são os primeiros passos para imigrar para o Canadá? Embora já tenha muito informação na internet sobre programas de imigração, sobre documentos necessários, alguns custos…etc. Sempre bate aquela dúvida de: por onde começar? Não é mesmo?! Sabemos que o Canadá tem uns 50 programas de imigração, e portanto começar a pesquisar e principalmente saber aonde pesquisar cada um desses programas não é uma tarefa fácil, e saber identificar para qual desses programas o seu perfil é o mais adequado, pode ser ainda mais complicado. Você começa a pesquisar e quando vê já está com mil janelas abertas no seu browser e já não sabe mais aonde está o quê? Normal, todo mundo passa por isso. Esse post tem o intuito de te falar um pouco quais são os primeiros passos para um processo de imigração, o que você precisa ter em mente antes de começar a pesquisar.



Como imigrar para o Canadá e por onde começar?

1)Entenda o que o Canadá busca – Antes de mais nada você precisa entender o que o Canadá busca. Então eu irei facilitar um pouco para você: O Canadá busca por pessoas que possam contribuir ativamente para a economia do país! E partindo desse princípio é fácil deduzir que o Canadá quer pessoas bem qualificadas, com bom nível educacional , e que tenham uma boa capacidade de chegar aqui e se adaptarem rápido a cultura canadense e conseguirem se realocar no mercado de trabalho mais facilmente. E isso é bem claro quando você começa a analisar os requisitos da grande maioria dos programas de imigração.

Link recomendado: http://outsidebrazil.com/2016/07/27/entendendo-o-sistema-de-imigracao-canadense/

2)Faça uma pré-análise do seu perfil – se pergunte se você tem experiência profissional, se você tem alguma formação acadêmica, qual é o seu nível de inglês. Esse são fatores que você precisa começar a pensar caso deseje imigrar.

  • Experiência profissional qualificada – ter uma experiência de pelo menos 1 ano é o requisito essencial para se qualificar na maioria dos programas de imigração. E quanto mais tempo você tiver de experiência maior será a pontuação que você fará no Express Entry (EE)por exemplo. 1 ano é também o tempo mínimo exigido para o Canadian Experience Class (CEC) , o Federal Skilled Worker (FSW) entre outros.
  • Nível educacional – ter uma formação acadêmica é essencial para poder pontuar mais em vários processos de imigração, e muitos me perguntam se ter somente o o segundo grau completo é suficiente? Não é! Para começar a pontuar no EE por exemplo você precisa ter no mínimo um curso superior de 2 anos enfatizando no mínimo.Se você tiver somente o segundo grau completo a sua pontuação será somente 30 pontos enquanto que se tiver o terceiro grau completo ela será de 120 pontos.
  • Nível de Inglês – sabemos que nível mínimo exigido para o programa de imigração é equivalente a 6 no IELTS, esse é o nível minimo para você começar a pontuar. Porém, algumas províncias exigem níveis mais baixos, como no caso do programa de Saskatchewan, Alberta entre outros.
  • Idade – é duro ter que falar isso, mais a idade é um fatos importantíssimo no processo, e pode te dar e tirar muitos pontos. Considerando o Express Entry se você tiver até 29 anos de idade a sua pontuação será de até 110 pontos, depois dos 29 anos, o candidato irá perder 5 pontos por cada aniversário. Ou seja: quem tem 39 anos somará somente 55 pontos caso seja solteiro e 50 pontos caso seja casado e zerar a partir de 45 ou mais.

Links recomendados:

3)Verifique as suas finanças – quanto você tem em caixa para investir nesse projeto? Saiba que o Canadá exige que o imigrante venha com um valor mínimo para se manter e manter toda a sua família aqui por pelo menos 1 ano. E que além disso, é preciso mensurar o quanto irá gastar com todo o processo em si, que envolve: traduções, gastos com documentos, passagens áreas, taxa do governo para dar entrada no processo de imigração, etc..etc..Isso eu estou considerando que você irá aplicar para o seu processo estando no Brasil, porque, caso você venha para cá para estudar e tentar a imigração no futuro, ai envolve ainda mais outros custos, como: college/faculdade, vistos de estudos + renovações. Tenha em mente que imigrar não é um projeto barato!

Links recomendados:

4)Prepare alguns documentos antes de cadastrar o seu perfil no EE – já decidiu que quer imigrar mesmo!?  Então tem pelo menos 3 documentos já precisa ter em mãos:

  • Equivalência do seus estudos,
  • Test de proeficiência no Inglês (IELTS ou CELPIP General Training) 
  • Cartas de seus empregadores comprovando a sua experiência de trabalho;

Esses documentos são importantes para que você preencha o seu perfil no EE e já conte com as informações corretas de acordo com as apresentadas em seus documentos. Deixa eu explicar: vamos supor que no momento que você cadastrou o seu perfil você colocou lá que o seu IELTS era 8 para todas a categorias (Speaking, listening, writing e reading), você realmente acredita que o seu inglês é muito bom. Com esse nível de inglês a sua pontuação foi 133 e ai você recebe o Invitation to Apply baseado nessa pontuação. A partir dai você tem 60 dias para apresentar toda a documentação exigida no processo, entre elas, apresentar um IELTS que tenha a nota 8 em todas as categorias. Você vai marcar o seu IELTS e percebe que somente tem vaga para daqui 30 dias, ok, você ainda tem tempo…porém, depois de fazer a prova e receber os resultados você vê que a sua nota está bem diferente da que você cadastrou no seu perfil do EE, e portanto a pontuação sua irá cair. Você tenta desesperadamente agendar uma nova prova, mais ai já não tem mais tempo para isso, e ou não consegue tirar a nota que precisa na segunda…terceira…e quarta tentativa. Sendo assim, qualquer resultado que esteja diferente do que foi colocado no EE pode te invalidar no processo, e pior: se o governo canadense achar que você agiu de “má fé” ainda pode te impossibilitar de reaplicar por até 5 anos. Portanto é bom não arriscar. Esses 3 documentos citados são os mais difíceis e demorados de conseguir e podem impactar diretamente a sua pontuação caso estejam diferente do que estiver cadastrado no seu perfil no momento que você foi selecionado. Portanto, cadastre somente a experiência de trabalho que você pode comprovar, coloque a nota do IELTS que você realmente tirou na prova e quanto a equiparação do seus estudos, pode ser que o seu curso no Brasil de 4 anos seja equivalente a somente 3 aqui no Canadá, então é mega importante fazê-la antes de cadastrar o seu perfil.

Links recomendados:

5)Aplicar sozinho ou contratar um consultor especialista – se você se sente à vontade com o seu inglês, é super detalhista e gosta de preencher formulários e mais formulários, então não há nada de errado em querer aplicar sozinho. O site do CIC – do consulado Canadense, te dá uma boa noção de como fazer a sua aplicação, desde que você já saiba qual é o processo para qual irá aplicar. Na verdade ele é a única fonte de informação que você irá utilizar para todo o seu processo. Mas entenda uma coisa, ele não tem um passo-a-passo assim tão tranquilo, e tem muitos termos lá que você irá perder horas e horas pesquisando para poder saber o que significa, como faz etc..etc… Caso você não se sinta à vontade, porque não contratar uma pessoa ou empresa que faz isso todos os dias, que já possui o expertise. Claro que nenhuma empresa pode te garantir a aprovação, se alguma te prometer 100% caia fora – é cilada!!! Porém, um profissional sério, fará o seu processo como tem que ser feito,  prestando atenção em todos os detalhes, em todas as etapas. E eu sou da seguinte opinião: cada um no seu cada um, ou seja, se eu nunca lidei com leis, regras e normas de imigração, irei perder muito mais tempo tentando entender o básico do básico para depois poder aplicar. E como tempo é algo valioso nesse processo, perder tempo tentando entender cada fomulário, cada documento é algo que pode custar mais caro do que pagar um especialista. E sem contar o nível de stress.

 E ai o que você achou, este post foi útil para você? Deixe o seu comentário e/ou sugestão aqui, a sua experiência pode ajudar muita gente!

Siga o Outside Brazil clique nos links abaixo:

https://www.facebook.com/outsidebrazil
https://twitter.com/OutsideBrazilBl
https://www.instagram.com/carinabarros_outsidebrazil/

Assine o Outside Brazil Blog para receber a nossa newsletter!

TransferWise a maneira mais simples e barata de transferência internacional!

16 Responses

      1. Edvaldo Silveira

        Oi Carol, gostei das suas informações a respeito dos primeiros passos
        gostaria de receber mais informação e verificar a possibilidade de uma consultoria.

  1. Cecília

    Olá Carina, obrigada pelo post, poderá ajudar muita gente. Tenho uma dúvida quanto a idade. Você acha que alguém com mais de 45 anosde idade vale a pena tentar? Mesmo tendo qualificação profissional, duas graduações, mestrado, fluência em ingles e dinheiro para se sustentar no primeiro ano, sendo divorciada, seria possível conseguir o visto de permanência?
    Muito obrigada!

    1. Olá Cecília, seria necessário uma análise do seu perfil mais detalhada para saber quantos pontos você faria no Express Entry, porém os seus outros skills tem que ser muito mais altos para poder compensar a idade que à partir de 45 anos zera no Express Entry. A questão é que existem diversos programas provinciais que não tem o limitador de idade, que acredito que seja uma boa alternativa para se pensar, tenho amigos nessa faixa de idade que conseguiram a nomeação de província e estão neste processo para conseguirem o visto permanente.

      Abs
      Carina

  2. olá, meu nome é Hylanna Soares, me formo esse ano em engenharia ambiental e ha algum tempo estou pensando em imigrar com meu noivo para o Canadá iremos casar e talvez isso possa facilitar na pontuação porem onde moro atualmente a crise de desemprego esta demais com isso impossibilitando de juntar muito dinheiro para imigrar, gostaria de saber valores quanto em real eu precisaria juntar para conseguir imigrar, obrigada

  3. Hugo

    Bom dia! Tenho curso superior incompleto. Estou cursando ainda. Já completei 6 períodos de 10. Como fica o meu nível de escolaridade? Conta só o diploma do segundo grau ou conta alguma coisa do curso superior incompleto?

  4. Olá!!!

    Ótimo post, bem explicativo =)

    Você tem alguma indicação de consultores para ajudar com esse processo? Estou com uma dúvida gigante, já enviei alguns e-mails mas ou não tive resposta ou a resposta foi muito vaga. Preciso de alguém para me dar uma luz sobre meu caso.

    Obrigada pelo seu trabalho, é muito útil!

  5. Priscila

    Carina, parabéns pelo post. Bem fácil de ler e entender.
    Sobre as cartas dos empregadores:
    1 – Você sabe me dizer se a tradução juramentada da carteira de trabalho é aceita?
    2 – Para elaborar a carta onde eu busco as informações dos itens que precisa constar nela?
    Vou assinar para receber atualizações suas.

    1. Olá Priscila, muito obrigada pelo seu feedback.

      1. não é o modelo ideal porque nela não tem a maioria das informações que o consulado precisa para comprovar a sua experiência de trabalho. Eu aconselho mesmo a ter a carta do empregador.
      2. No próprio site do CIC tem essa informação: http://www.cic.gc.ca/english/resources/tools/perm/express/intake-complete.asp
      *a reference or experience letter from the employer, which should be an official document printed on company letterhead (must include the applicant’s name, the company’s contact information [address, telephone number and email address], and the name, title and signature of the immediate supervisor or personnel officer at the company),
      should indicate all positions held while employed at the company and must include the following details: job title, duties and responsibilities, job status (if current job), dates worked for the company, number of work hours per week and annual salary plus benefits;

      Espero ter ajudado!!!

      Abs
      Carina

Seja bem vindo e muito obrigada por seguir o OutsideBrazil!

%d bloggers like this: