26
Oct
2017
3

7 fatos sobre Imigração e diversidade etnocultural no Canada

Ontem o Statistic Canada revelou os dados do censo realizado no ano de 2016 que revela muito sobre o perfil dos imigrantes e sua diversidade etnocultural.  Durante a pesquisa, 21,9% da população canandense revelou que já foram (hoje cidadãos) e ou são permamente residentes no Canadá. Este é um número bem significativo e próximo do recorde de 22.3% de imigrantes registrados em 1921. Em 2016, o Canadá tinha 1.212.075 imigrantes que se estabeleceram permanentemente no Canadá de 2011 a 2016 representando  3,5% da população total do Canadá em 2016. A maioria (60,3%) destes novos imigrantes foram admitidos na categoria econômica, 26,8% foram admitidos na classe familiar e se juntaram à suas família já moravam no país e 11,6% foram admitidos no Canadá como refugiados. Embora o Canadá tenha um apego muito grande na questão de reunificação familiar, a maioria de seu programas de imigração são voltados para a categoria econômica devido a necessidade do país em suprir a demanda por novos profissionais causada pelo envelhecimento de sua população e baixo indice de natalidade.


Pela primeira vez, a África ocupa o segundo lugar, à frente da Europa, como um continente-fonte de imigrantes recém-chegados no Canadá, com uma participação de 13,4% em 2016 mas a  Ásia (incluindo o Oriente Médio), ainda é o principal continente de origem de imigrantes no país.

Toronto, Vancouver e Montreal ainda as cidades que esses imigrantes se estabelece e conta com mais da metade de todos os imigrantes e nota-se um aumento consideração de novos imigrantes na região das Prairies (Alberta, Saskatchewan e Manitoba) e nas províncias do Atlântico.

Além de contribuir para o desenvolvimento social e econômico do país, os imigrantes e seus descendentes desempenham um papel importante na formação e enriquecer a composição étnica, cultural e linguística da população canadense. Os resultados do Censo de 2016 divulgados hoje mostram as várias facetas dessa diversidade no Canadá.

Vejam quais são os 7 fatos sobre imigração e diversidade etnocultural demosntrados no último senso:

1) Pouco mais de um quinto da população canandese é formada de imigrantes

De acordo com o Censo de 2016, havia 7.540.830 estrangeiros que vieram para o Canadá através de algum processo de imigração, representando mais de um quinto (21,9%) da população total do Canadá.  A proporção da população nascida no exterior foi muito menor entre 1951 e 1991, quando variou de 14,7% para 16,1%. Desde então, essa proporção vem aumentando continuamente, para 19,8% no Censo de 2006 e 20,6% na Pesquisa Nacional de Agregados de 2011. Essa participação crescente deve-se ao grande número de imigrantes admitidos no Canadá a cada ano, e ao aumento gradual do número de mortes e aos níveis de fertilidade relativamente baixos no Canadá. De acordo com as projeções populacionais da estatística de Canadá, a proporção de imigrantes no Canadá poderia atingir entre 24,5% e 30,0% em 2036.

Fonte: https://www.statcan.gc.ca/eng/dai/btd/othervisuals/other006

2) 6 de 10 imigrantes foram admitidos no Canadá através de um programa de imigração de categoria econômica

No Canadá, os imigrantes são selecionados com base em três objetivos principais: aprimorar e promover o desenvolvimento econômico; reunir famílias; e cumprir com as obrigações internacionais do país e defender sua tradição humanitária.

Entre os imigrantes recentemente admitidos no Canadá, aproximadamente 6 em cada 10 foram admitidos na categoria econômica, levando em consderação nesta conta os cônjuges e dependentes. Quase metade (48,0%) de imigrantes da categoria econômica foram admitidos através do programa de trabalhadores qualificados (Express EntryFederal Skilled Worker e Canadian Experience Class) e mais de um quarto (27,3%) soram selecionados por provinciais e territoriais (PNP’s). Além disso, cerca de 3 em cada 10 imigrantes vieram pela classe familiar e 1 em cada 10 imigrantes recém-chegados foram admitidos no Canadá como refugiados estes representam uma proporção de (24,1%).

3) Mais imigrantes estão se estabelecendo nas províncias de Alberta, Manitoda e Saskatchewan (Prairies) e também nas províncias do Atlântico

Ao longo dos últimos 15 anos, a participação de imigrantes nas Prairies aumentou mais do que o dobro. A porcentagem imigrantes que vivem em Alberta aumentou de 6,9% em 2001 para 17,1% em 2016, uma participação maior do que na Colúmbia Britânica (14,5%). Em Manitoba, a porcentagem aumentou de 1,8% para 5,2% durante o mesmo período. A participação de Saskatchewan também cresceu, de pouco menos de 1,0% em 2001 para 4,0% em 2016.

Em 2016, as províncias do Atlântico tinham 2,3% de todos os imigrantes no Canadá. Cada uma das províncias do Atlântico recebeu o maior número de novos imigrantes, que mais do que duplicou a participação de imigrantes nesta região em 15 anos.

Ontário, a província mais populosa do país e o local de residência da maioria dos imigrantes do país, recebeu 39,0% dos imigrantes em 2016. Essa participação diminuiu se comparado a 2001 que era de 55,9%.  A província de British Columbia Colúmbia também viu a sua quota de imigrantes diminuir nos últimos 15 anos, de 19,9% em 2001 para 14,5% em 2016. E em 2016, 17,8% dos imigrantes viviam em Quebec, uma participação maior do que em 2006 (17,5%) e em 2001 (13,7%). No geral, Quebec teve o segundo maior número de imigrantes em 2016, depois de Ontário.

Vários fatores podem explicar mudanças na distribuição geográfica dos novos imigrantes. Por exemplo, certas províncias receberam um grande número de imigrantes no âmbito do Programa de Nomeação Provincial e Territorial: mais de 50% dos imigrantes residentes em Prince Edward Island, New Brunswick, Manitoba, Saskatchewan e Yukon foram admitidos pelos PNP’s.

Fonte: https://www.statcan.gc.ca/eng/dai/btd/othervisuals/other008

4.) Pela primeira vez, a África é o segundo maior continente em origem de imigrantes

Em 2016, 13,4% dos imigrantes nasceram na África, um aumento de quatro vezes em relação ao Censo de 1971 (3,2%). A África ficou em segundo lugar, à frente da Europa na origem de imigrantes.

Nigéria, Argélia, Egito, Marrocos e Camarões foram os cinco primeiros países de origem dos imigrantes nascidos na África em 2016.

Como resultado das mudanças nas políticas de imigração do Canadá e em vários eventos internacionais relacionados aos movimentos de migrantes e refugiados, a porcentagem de imigrantes nascidos na Europa diminuiu de um recenseamento para outro, passando de 61,6% em 1971 para 16,1% em 2006 e para 11,6% em 2016.

A Ásia (incluindo o Oriente Médio) continuou sendo o principal continente de origem dos imigrantes. A maioria (61,8%) dos recém-chegados ao Canadá de 2011 a 2016 nasceu na Ásia. Esta é uma proporção ligeiramente superior à observada no Censo de 2006 (58,3%) e na Pesquisa Nacional de Agregados de 2011 (56,9%). Os países asiáticos representaram 7 dos 10 principais países de nascimento de imigrantes em 2016: Filipinas, Índia, China, Irã, Paquistão, Síria e Coréia do Sul.

Os imigrantes vindos das Américas e Oceania representaram 12,6% e 0,7%, respectivamente no Canadá.

5) De cada 5 crianças nascidas no Canadá 2 são filhos de imigrantes

De acordo com o Censo de 2016, quase 2,2 milhões de crianças menores de 15 anos nasceram no estrangeiro (primeira geração) ou tinham pelo menos um pai nascido no exterior (segunda geração), representando 37,5% de todas as crianças canadenses. Este é um aumento em relação a 2011, quando essa proporção foi de 34,6%. Esta população de crianças com antecedentes de imigrantes pode continuar a crescer e poderia representar de 39,3% a 49,1% até 2036. Em 2016, a maioria (74,0%) dessas crianças de primeira ou segunda geração eram de países de ascendência na Ásia, África, Caribe e Bermudas, América Central e do Sul.

6) A grande maioria dos imigrantes demonstraram proficiência em inglês e ou Francês

A composição linguística dos imigrantes mudou nos últimos 100 anos. A porcentagem de imigrantes com inglês ou francês como língua materna diminuiu de 71,2% em 1921 para 27,5% em 2016, refletindo as mudanças nos países de origem dos imigrantes no mesmo período.  O inglês e o francês continuam sendo as linguas de convergência e integração na sociedade canadense. Em 2016, a grande maioria dos 7,5 milhões de imigrantes (93,2%) conseguiram conversar em inglês ou em francês. Isso significa que apenas 6,8% dos imigrantes relataram não poder realizar uma conversa em inglês ou em francês.

7)  O Canadá hoje é o lar de imigrantes com mais de 250 origens étnicas

As fontes passadas e recentes de imigração influenciaram fortemente a composição étnica e cultural atual da população do Canadá. Muitas origens étnicas foram relatadas no Censo de 2016. A lista de origens inclui diferentes grupos associados aos povos aborígenes. Também inclui grupos europeus que se estabeleceram pela primeira vez no Canadá, bem como vários grupos que posteriormente se estabeleceram neste país. No geral, as estatísticas estão disponíveis para mais de 250 origens étnicas.

Fonte: http://www12.statcan.gc.ca/census-recensement/2016/as-sa/98-200-x/2016016/98-200-x2016016-eng.cfm

Fonte: http://www.statcan.gc.ca/daily-quotidien/171025/dq171025b-eng.htm

Foto em destaque: Parlamento de Victoria – Gabriel Barros
*Precisando de assessoria especializada de imigração e vistos me mande um email: contato@outsidebrazil.com

Siga o Outside Brazil clique nos links abaixo:

https://www.facebook.com/outsidebrazil
https://twitter.com/OutsideBrazilBl
https://www.instagram.com/carinabarros_outsidebrazil/

Assine o Outside Brazil Blog para receber a nossa newsletter!

Continue planejando a sua visita à Toronto

Compre o seu Toronto CityPASS e economize 42% visitando as melhores atrações de Toronto:

Reserve o seu Hotel em Toronto:

Booking.com

You may also like

In-Demand Skills Stream – programa de imigração destinado a profissionais estrangeiros com Job-Offer
10 melhores países do mundo para ser um imigrante
Vancouver é a cidade mais cara do Canada, segundo recente pesquisa
Global Talent Stream – CIC lança a lista de profissões e mais detalhes sobre o novo programa
1 ano em Toronto – aprendendo a amar esta cidade
7 melhores outlets próximos de Toronto
ICEFEST – Festival de esculturas no gelo em Toronto
7 eventos gratuitos para curtir em Toronto em Fevereiro
Canadá é top 10 dos países menos corruptos do mundo
Como trabalhar legalmente no Canada

Seja bem vindo e muito obrigada por seguir o OutsideBrazil!

%d bloggers like this: